tipos de curvatura de cachos tipos de curvatura de cachos

Curvatura de cachos: entenda qual é o seu!

6 minutos para ler

Você sabia que os tipos de curvatura dos cachos precisam de cuidados diferentes? Isso ocorre porque cada estrutura capilar necessita de uma atenção única: nutrição, produtos e finalizações específicas. Saber em qual categoria o seu cabelo se encaixa pode ajudar a decidir o melhor caminho para cuidar dos seus fios cacheados.

A transição capilar é algo muito popular atualmente. Por isso, conhecimento sobre cabelos ondulados, cacheados e crespos vem tomando espaço. A tabela de curvatura é um exemplo disso. Ela foi criada com o objetivo de ajudar a identificar os tipos de cachos, as principais características e o melhor tratamento para cada um deles.

Você quer saber quais são os tipos de curvatura de cachos em cabelos crespos e cacheados? Continue acompanhando a leitura para descobrir!

Tabela de curvatura

A tabela de tipos de curvatura de cachos foi desenvolvida para servir como um guia na hora de escolher tratamentos, produtos e cuidados essenciais para cada cabelo. Sobre os crespos e cacheados, ela é ainda mais importante porque a atenção deve ser bem específica conforme o nível de curvatura.

Desse modo, a tabela é dividida em 4 categorias, cada uma dedicada aos diferentes tipos de cabelo: lisos, ondulados, cacheados e crespos. Essas são separadas em subcategorias relacionadas ao nível de curvatura dos cachos: A, B e C. Sendo que o A indica curva do fio mais aberta e o C mais fechada.

Tipos de curvatura de cachos

Pela tabela de tipos de curvatura de cachos, percebemos que a classificação segue uma ordem crescente de fechamento dos fios. O cabelo tipo 2 é o ondulado, ou seja, o meio-termo entre liso e cacheado, podendo ser semelhante ao formato de um “S”.

O fio do tipo 3 é o famoso cabelo cacheado, tem um formato parecido com uma mola e vai das curvas mais abertas até as crespas. O favorito entre as amantes de volume, é o tipo 4. A “molinha” desse cabelo é bem fechada e definida, mas naturalmente ressecada.

Para entender melhor, conheça mais sobre cada subcategoria dos tipos de cachos.

Tipo 2A

O 2A é mais próximo do liso, é mais fino, fácil de modelar e costuma ser bastante oleoso. Por apresentar pouco volume, o óleo da raiz tem mais facilidade para chegar até as pontas. Mantenha sempre os cabelos protegidos com finalizadores, que devem ser leves e usados em pouca quantidade.

Tipo 2B

As ondas no cabelo tipo 2B são um pouco mais definidas, próximas à raiz e também podem sofrer com o frizz. Nesse caso, para definir as ondas e controlar o volume, é essencial usar mousses, cremes e leave-ins. Os tratamentos precisam ser concentrados no comprimento dos fios, evitando a raiz.

Tipo 2C

A curvatura do tipo 2C é um ondulado próximo do cacheado, tem fios mais grossos, frisados e volumoso. Para valorizar esse cabelo, o ideal são cortes repicados ou em camadas. O tratamento deve ser focado bastante em hidratação e nutrição. Além disso, a regrinha de evitar a raiz continua. Na finalização, use ativadores de cachos ou cremes multifuncionais.

Tipo 3A

A subcategoria 3A se refere aos cachos mais abertos, irregulares e, em alguns casos, a raiz pode ser lisa. Devido à tendência ao ressecamento, é importante caprichar na hidratação. Além disso, a nutrição com óleos vegetais e cremes de reconstrução é um diferencial para um bom aspecto capilar.

Na finalização, aposte em ativadores de cachos e cremes de pentear. Faça uma mistura de algum desses produtos com gelatina, pois ela ajuda com a definição dos fios.

Tipo 3B

Os cachos do tipo 3B são definidos e com a curvatura fechada. No entanto, ainda podem apresentar a raiz lisa como característica. Eles apresentam mais dificuldades para o óleo da raiz chegar ao comprimento do cabelo.

Por isso, deve-se ter bastante atenção com a hidratação. Além disso, para preservar a oleosidade natural do cabelo, você pode optar por usar o co-wash (condicionador de limpeza) como pré-lavagem ou um substituto do shampoo.

Tipo 3C

Os cabelos da categoria 3C são próximos da curvatura dos crespos, além de serem definidos desde a raiz. Preservar a oleosidade natural dessa subdivisão capilar também é importante. Sendo assim, não o lave todos os dias, evite água muito quente e opte por substituir o shampoo pelo condicionador de limpeza. Para ter os cabelos mais volumosos, o pente garfo é uma ótima opção.

Tipo 4A

O cacho 4A é parecido com o 3C e, em muitos casos, eles podem até se misturar. No entanto, esse tipo de cabelo é identificado pelos fios em curvas pequenas e definidas. O corte curto proporciona um lindo black power; já o longo pode ser estilizado pelo corte em camadas.

No tratamento, aposte em umectação e óleos naturais, além de fazer hidratações regulares. Para definir, faça uma fitagem separando o cabelo em partes e passando um creme de pentear que seja mais consistente com as mãos.

Tipo 4B

Conhecido pelos fios apertados e no meio-termo entre definido e frisado, o cacho 4B é mais frágil e necessita de atenção à hidratação e nutrição. O crescimento desse fio é para cima e só abaixa quando tem peso suficiente. Por isso, ele se adapta a vários tipos de finalizações. Os cuidados são parecidos com o tipo 4A: aposte na fitagem.

Tipo 4C

Os fios do tipo 4C são os mais finos, não formam cachos e podem sofrer com frizz e encolhimento. Por isso, mantenha os cabelos bem hidratados e nutridos. A fitagem, nesse caso, é uma ótima auxiliar. Na hora de lavar, use óleo vegetal antes, como o de coco. Isso ajudará a proteger o cabelo da ação do shampoo e na hora de penteá-lo, sempre usando pentes com dentes largos, combinado?

Até aqui, entendemos como é importante seguir o tratamento adequado para cada um dos tipos de curvatura de cachos. No entanto, também é essencial contar com produtos de qualidade de marcas especializadas em cabelos cacheados. Assim, você terá a segurança de que seus fios estarão saudáveis e, consequentemente, com um cacheado incrível.

Gostou das nossas dicas? Siga a gente no Facebook e no Instagram para acompanhar mais conteúdos como este!

Compartilhe !

Posts relacionados

Deixe um comentário