como fazer big chop como fazer big chop

Entenda aqui como fazer o big chop!

6 minutos para ler

Saber como fazer o big chop é essencial para quem está passando pela transição capilar. Como se trata de uma das principais tendências do momento no universo dos cabelos, o big chop ganha mais espaço entre as pessoas que desejam o crescimento saudável das madeixas e, acima de tudo, a beleza dos cachos naturais.

Além de uma decisão importante, o big chop traz muito mais estilo e praticidade. Por esse motivo, torna-se essencial conhecer as suas vantagens e possibilidades antes de decidir, bem como saber criar uma identidade única enquanto os seus cabelos crescem sem química.

Gostou da ideia? Então, continue com a leitura e tire todas as dúvidas sobre o assunto!

O que é big chop?

O big chop é um dos principais aliados para os cabelos em transição. Na prática, trata-se de um corte que retira toda a parte alisada dos fios, sendo preservado somente o que está crescendo sem química.

Em inglês, a expressão significa “grande corte” e recebeu o nome porque elimina tudo o que tem química sem se importar com o tamanho do cabelo natural ao final. É uma excelente solução para quem se incomoda com a textura da transição capilar ou deseja ver os cachos crescendo de forma saudável.

Para que ele serve?

Se você tem cachos e já alisou os cabelos, sabe como as raízes crespas ou enroladas costumam ficar diferentes das pontas alisadas. Além de não ser visualmente harmonioso, esse tipo de situação não é nada saudável aos fios. As pontas ficam mais frágeis do que a raiz e, se a opção é usar a chapinha para igualar, o ressecamento acontece rapidamente.

Dessa maneira, o big chop torna o processo de transição capilar muito mais prático. O mais importante é saber que não existem regras. Algumas mulheres se sentem livres sem química de alisamento e criam uma identidade cheia de estilo ao escolher fazer o big chop com a raiz bem curtinha.

Na maioria dos casos, elas aguardam até que os cabelos ganhem o comprimento de um chanel elegante para se sentir confortáveis com o novo visual natural. Tudo depende, na verdade, das preferências de cada uma em relação ao próprio cabelo.

Quando é possível fazê-lo?

O big chop pode ser feito em qualquer momento durante o processo de transição capilar. Assim que alguma parte do cabelo já estiver crescida sem química, é possível avaliar com um cabeleireiro de confiança qual seria o melhor tipo de corte para o seu visual.

Também é preciso definir o quanto o cabelo ficará saudável e a melhor forma de cuidar para que os cachos cresçam fortes e bonitos. Outro ponto importante a levar em consideração é a experiência do profissional com cachos de todos os tipos.

Como fazer o big chop?

Para quem decidir fazer o big chop, saiba que é preciso tomar alguns cuidados importantes. O principal é considerar que o corte não serve apenas para eliminar a química. Ele cria um visual que ajuda a elevar a autoestima durante a transição capilar e faz com que você se sinta mais confiante e bonita.

Além disso, como é um momento de redescobrir a textura dos fios, tire todas as dúvidas antes de colocar a mão na massa para evitar arrependimentos. Mas, se estiver decidida, não existe muito mistério. Os cabelos precisam estar lavados, limpos e hidratados antes de tudo. Dessa maneira, fica mais simples ver até onde está o alisado.

Espere os fios secarem e corte bem nas divisões entre o alisado e o natural. Faça tudo mecha por mecha em todas as camadas do cabelo. Ao final, dê uma olhada completa e apare somente os cachinhos desalinhados. Até se sentir confiante, a dica é procurar por inspirações de corte na internet e tomar a decisão quando já souber exatamente qual será o formato do corte.

Por que devo optar pelo Big Chop?

Além de facilitar a transição capilar e devolver a autoestima das mulheres, existem outros motivos que fazem com que as cacheadas e as crespas se apaixonem por esse tipo de corte. A praticidade ao lavar os cabelos é o primeiro ponto que merece ser citado, já que, sem química alisante nos fios, basta usar algum produto que defina os cachos e deixar secar naturalmente.

Outra questão está na saúde dos fios de quem deseja se livrar da química. Quem corta curto e espera crescer durante a transição aprende a lidar com a textura do cabelo de maneira muito mais simples, já que começa a arrumá-lo a cada dia e entende o que realmente funciona sem danificá-lo.

Liberdade

O estilo de ser uma cacheada ou crespa também tem tudo a ver com a tendência do big chop. É uma verdadeira liberdade não precisar se preocupar em escovar com o secador ou usar a prancha repetidas vezes até alcançar um bom resultado.

A transição também significa apaixonar-se pela beleza dos fios e se autoconhecer de diferentes formas, indo muito além de um cabelo ou padrão que define o estilo. Mostra que os cachos trazem personalidade, elegância e estilo na medida certa conforme o perfil de cada pessoa. Sem contar que também são muito versáteis. Afinal, no dia em que decidir alisá-los sem química, basta utilizar o secador ou a prancha com o auxílio do protetor térmico.

Vale lembrar que mesmo o big chop não é obrigatório para que os cabelos cresçam saudáveis na transição. Outros tipos de cuidados, como o cronograma capilar, são fundamentais na busca pelo cabelo que você deseja.

Agora ficou claro como fazer o big chop. Para acertar em cheio na escolha do formato, busque inspirações que tenham o mesmo tipo de madeixas que as suas. A textura dos fios, em uma situação como essa, faz muita diferença nos resultados do cabelo saudável. Além disso, interfere diretamente no estilo de cada pessoa de maneira geral.

Gostou das informações da matéria? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que suas amigas também conheçam a opção do big chop.

Compartilhe !

Posts relacionados

Deixe um comentário