cabelos crespos e cacheados cabelos crespos e cacheados

Cabelos crespos e cacheados: saiba tudo sobre o assunto!

11 minutos para ler

O cuidado com os fios não é uma tarefa tão simples, principalmente quando se trata de cabelos crespos e cacheados, já que eles podem ser mais frágeis e ressecados. Contudo, existem medidas que podem ser aplicadas para tornar esse tratamento mais simples.

Para isso, é necessário ir além da lavagem periódica. Há vários tratamentos que ajudarão a melhorar o aspecto e saúde dos cabelos, em especial os cacheados e crespos. Esses tipos são mais propensos ao ressecamento e danificação se não for dada a devida atenção.

Pensando nisso, explicamos a seguir tudo o que você precisa saber sobre cuidados com cabelos crespos e cacheados. Confira e aproveite as dicas!

Entenda os diferentes tipos de cabelo

Para você entender o que define o tipo de cabelo, pense que existem estruturas capilares chamadas folículos pilosos. Elas são “bolsinhas” espalhadas pela camada superficial da pele, a epiderme. São nos folículos que nascem os fios e neles é produzido um tipo de proteína chamada alfa-queratina.

Dentro de cada fio, nas cadeias de alfa-queratina há átomos de enxofre. A ligação de dissulfeto, que é a ligação desses dois átomos, é o que define a estrutura do fio. Ou seja, quanto mais ligações, mais crespo o cabelo é. Quanto menos, mais liso.

Há quatro categorias de cabelo, lembrando que nenhum é igual ao outro e cada um tem suas especificidades e peculiaridades. Veja a seguir as suas características e aprenda a identificá-los:

Liso

Esse cabelo é caracterizado por um fio sem nenhuma ondulação. A oleosidade natural chega até as pontas com facilidade, deixando ele sedoso, brilhante e sem volume. A textura desse tipo de fio pode ser classificada como fina, média e grossa.

Ondulado

Esse tipo de cabelo é conhecido por apresentar pouca ou média ondulação. Pode até ser confundido com “liso rebelde” ou “um cacheado sem muita definição”, porém, ainda é liso na raiz e os fios são mais grossos.

Cacheado

Esse tipo de fio é mais fechado, por isso, tem mais definição e volume. Sua oleosidade natural tem mais dificuldade de chegar até as pontas, o que resulta em ressecamento e perda de brilho, se não souber cuidar dos cachos da maneira correta.

Crespo

Os cachos do cabelo crespo são bem fechadinhos e mais volumosos, o que pode fazê-lo encolher. Sem os devidos cuidados, resulta em mais ressecamento e opacidade.

Identifique o seu tipo de cacho

As categorias de cabelos mencionadas são divididas em 1, 2, 3 e 4. Com isso, há as subcategorias que identificam os tipos de fios e ajudam no tratamento específico. Elas são denominadas pelas letras A, B e C, que aumentam de acordo com o grau de curvatura.

Tipo 3

O cabelo tipo 3 é a categoria cacheada. Entenda as características de cada subdivisão a seguir:

3A

É o cacho mais aberto entre os cabelos cacheados e pode ser aproximado à curvatura do tipo 2. Entretanto, o que o diferencia é a definição e a opacidade. Isso porque ele tende a ser mais ressecado, mas a raiz ainda é um pouco lisa, o que resulta em um cabelo com menos volume do que as próximas categorias.

3B

Esse é o tipo de cacho completo, que vai desde a raiz e tem uma estrutura mais fechada que a anterior. Tem bastante definição e volume. Sendo assim, o ressecamento do fio começa a ficar mais intenso.

3C

São cachos bem mais fechados e ressecados, logo, podem ser confundidos com o crespo.

Tipo 4

A categoria do tipo 4 é o cabelo crespo. Confira as especificidades dos seus diferentes tipos de fios:

4A

Essa categoria é mais parecida com os cabelos cacheados. É normal que os tipos 3C e 4A se misturem, inclusive. Esses cachos são os mais abertos e definidos dos tipos crespos. Podem ser diferenciados pelo formato espiral, maior ressecamento e falta de brilho que a subdivisão anterior.

4B

Esse tipo de cacho é menor, apertado e estreito. O fio é grosso e pode ser comparado ao formato zigue-zague. Costuma ser uma categoria ressecada, frágil, volumosa e quebradiça. Além do mais, tende a sofrer com o fator encolhimento.

4C

Os cachos dessa categoria são menos perceptíveis, apresentando pouca ou nenhuma definição. O formato “Z” é o mais comum desse tipo de fio. Por causa disso, é bem mais ressecado e fragilizado.

Saiba a importância de um cronograma de cuidados

Para cuidar dos fios da maneira correta e recuperar os cabelos danificados, o cronograma capilar é um ótimo aliado. Sendo assim, o tratamento para a categoria de cabelos crespos e cacheados deve ser específica, já que são os que mais sofrem com ressecamento, opacidade e fragilidade.

Isso porque a oleosidade natural não chega até a ponta dos fios. Além disso, precisam de cuidados necessários para manter a definição e o volume. O cronograma capilar é um termo muito conhecido entre as cacheadas e crespas. Por isso, não deixe de conferir nossas dicas se quiser criar sua rotina de cuidados e manter o cabelo brilhoso, sedoso e volumoso!

Hidratação

A hidratação é importante para deixar os cachos macios, dar brilho e preparar o cabelo para reter bem os outros tratamentos do cronograma capilar. Aqui, o ideal é hidratar pelo menos uma vez por semana. Opte por fórmulas com extratos de algas, plantas, frutas, pantenol, glicerina, entre outros.

Nutrição

A nutrição devolve os óleos naturais aos fios a fim de blindar os cabelos e evitar o ressecamento. Os cremes nutritivos ajudam na definição e na saúde dos cabelos crespos e cacheados. Os produtos devem ter coco, flores e manteigas como karité ou cacau. Além disso, o ideal é nutrir até duas vezes por semana.

Recuperação dos fios danificados

A reconstrução é um processo que restaura o cabelo dos danos profundos por meio da reposição de proteínas e da massa capilar, que são afetadas por conta de secadores, químicas, poluição e calor. Prefira produtos de recuperação com queratina, ceramida, creatina e arginina nos ativos. Fios saudáveis precisam de uma frequência de restauração a cada 15 dias, já os danificados, a cada 8 dias.

Maciez e definição

Para dar maciez e definição aos fios sempre use água morna nos tratamentos (e até no banho). Isso porque a água quente resseca os fios e, assim, não responde à ação dos produtos. Outra dica é fazer uma finalização. Invista em produtos de qualidade e faça esse processo ao menos uma vez por semana, ou sempre após a lavagem.

Descubra como cuidar do seu tipo de cabelo

De acordo com as dicas acima, foi possível entender que os cuidados com os cabelos crespos e cacheados são essenciais para mantê-los sempre saudáveis, lindos, definidos e volumosos. Por esse motivo, separamos outras recomendações para você cuidar do seu tipo de cacho. Veja só!

1. Mantenha a rotina de hidratação

A rotina de hidratação é essencial para devolver a água aos fios. Use água morna de modo a ajudar a abrir as camadas dos cabelos e aplicar o tratamento. Depois, deixe por, pelo menos, 30 minutos. Enxágue na água fria para blindar o cabelo. Faça isso a cada sete dias e intercale o procedimento com a nutrição e reconstrução.

2. Faça umectação

A umectação é a aplicação de óleos naturais nos fios para devolver os nutrientes perdidos com a rotina. Passe o produto no cabelo seco, mesmo que sujo, mecha por mecha. Esse processo auxilia na limpeza e maciez do cabelo. Deixe o óleo por, pelo menos, duas horas antes da lavagem e faça isso a cada duas semanas.

3. Tenha cuidado ao pentear

Os cabelos crespos e cacheados sofrem com o processo de desembaraçar os fios, sobretudo quando é feito da maneira errada. Para não os danificar mais, use pente de madeira e comece o processo penteando das pontas ao comprimento do cabelo. Não force os fios. Para facilitar, durante o banho, aplique o condicionador ou creme de pentear e use os dedos ao separar os fios.

4. Use produtos específicos

É possível encontrar no mercado, produtos para todos os tipos de fios. E para os cabelos crespos e cacheados não é diferente. As fórmulas desses tratamentos são desenvolvidas a fim de evitar o ressecamento e a quebra dos fios. Procure marcas que sejam referência no mercado, além de contar com os pentes e escovas certos para pentear os fios.

5. Lave com cuidado

Além do cuidado com a temperatura da água, lembre-se de não friccionar e esfregar o couro cabeludo. Faça movimentos circulares, leves e suaves com os dedos, concentrando na raiz e deixando o produto escorrer para o comprimento e pontas do cabelo. Não use também uma toalha comum para secá-los, opte por tecidos de microfibra ou algodão, que ajudam a evitar o frizz.

6. Use ativador de cachos

Para que os cachos fiquem definidos, o ativador é uma ótima forma de impulsionar a memória da curvatura do seu tipo de fio, além de deixá-lo mais bonito e hidratado. Esse produto é essencial a quem está passando pela transição capilar. Com o cabelo lavado, é só aplicar o creme de pentear e desembaraçar. Em seguida, passe o ativador de cachos mecha por mecha.

7. Mantenha a definição ao acordar

Para fios mais crespos e curtos manterem a definição quando você acordar, aposte em dividir o cabelo em várias mechas e, com óleo vegetal ou de coco extravirgem, faça alguns coquinhos. Depois, solte-os e veja como eles ficam definidos.

Aprenda quais são os erros que devem ser evitados

Para as amantes de cachos com movimento e volume, é ideal seguir algumas regrinhas de cuidado com o cabelo. É normal, no entanto, cometer alguns erros na hora de aplicar um produto, lavar ou finalizar.

Por isso, além de saber os cuidados mais importantes para se ter com os tipos crespos e cacheados, é essencial entender sobre o que deve ser evitado. Com isso, você garantirá fios lindos, com tratamentos específicos. Confira!

Usar creme de pentear em excesso

A transição capilar é um momento de aprendizado e, muitas vezes, é comum não saber a quantidade certa de creme para pentear. O excesso tende a deixar os fios sobrecarregados, eles demoram para secar e isso prejudica a formação dos cachos. Para evitar o problema, passe uma quantidade pequena do produto e complemente com mais, se necessário.

Secar os cachos com toalha comum

Como mencionado, o problema da toalha comum é que ela é usada para secar o corpo. Além disso, ela gera atrito nos fios, porosidade e frizz. O ideal é separar uma toalha específica para fios crespos e cacheados, de tecido de microfibra ou algodão. Também, tome cuidado para não esfregar as mechas. Use um pano para amassar as pontas de baixo para cima, de forma a manter os cachos definidos.

Dormir com os cabelos molhados

Independentemente do tipo de cabelo, dormir com ele molhado é um erro que deve ser evitado. Além de correr o risco de ficar amassado e desarrumado, com o tempo, isso pode causar o aumento de seborreia e o surgimento de caspas. Ir dormir após a finalização causa danos à saúde dos cachos, por isso, opte pelo difusor ao secar e modelar os cachos ao mesmo tempo.

Desembaraçar os fios começando pelas pontas

Desembaraçar o cabelo da forma errada pode causar dor, quebrar os fios e até incitar a perda de fio. É comum começar esse processo da raiz para as pontas, mas, para quem é cacheada ou crespa, existe uma forma certa de fazer isso. Comece pelas pontas e vá na direção ao comprimento. Conte também com a ajuda de um creme de pentear e um pente de madeira para realizar o procedimento.

Os cuidados com cabelos crespos e cacheados são muito importantes para manter a saúde e a beleza dos fios. Já que esse tipo de curvatura tende a ser mais ressecado e quebradiço, fazer tratamentos específicos é o ideal. Além disso, sempre procure por produtos de qualidade e que atendam as necessidades do seu tipo de cacho e siga o cronograma capilar.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a cuidar da maneira correta dos seus cabelos crespos e cacheados!

Compartilhe !

Posts relacionados

Deixe um comentário