ácido hialurônico ácido hialurônico

Conheça o poder do ácido hialurônico para a pele

6 minutos para ler

As marcas de expressão são comuns com a idade. Por essa razão, muitas mulheres buscam por produtos que atrasam esse processo, como o ácido hialurônico, um dos tratamentos de rejuvenescimento da pele mais procurados do momento. Essa substância deixa o rosto liso, elimina manchas e retarda o aparecimento de rugas.

O ácido hialurônico é produzido pelo próprio corpo, no entanto, é inversamente proporcional ao tempo de vida. Por isso, conforme as pessoas crescem, a quantidade dessa substância desenvolvida no organismo diminui. Esse é um elemento líquido-viscoso que ajuda a preencher espaços entre as células, além de ser responsável pela hidratação e elasticidade da pele.

Dessa forma, o ácido hialurônico pode ser uma ótima opção de tratamento, mas que gera muitas dúvidas, se é realmente seguro, por exemplo, por conta da sua nomenclatura. Pensando nisso, separamos informações para você ver que esse é um produto superpoderoso. Confira!

O que é ácido hialurônico?

O ácido hialurônico é uma molécula de açúcar que tem alta capacidade de retenção de água no organismo. Sendo assim, atua como lubrificante em partes móveis do corpo, e 56% da sua quantidade está localizada na pele. A substância atua nessa camada externa ao corpo preenchendo os espaços, mantendo a face firme, elástica, hidratada e lisa.

No entanto, com a idade, especificamente a partir dos 25 anos, há a diminuição da produção dessa substância, o que resulta nas linhas de expressão, rugas, ressecamento e flacidez. Fazer a reposição desse elemento é fundamental para evitar o envelhecimento precoce. Por essa razão, o ácido hialurônico é bastante utilizado no mundo da beleza e estética.

Para que serve o ácido hialurônico?

Esse ativo é importante para suavizar rugas e marcas da idade, melhorando o viço da pele. Se injetado, ajuda no contorno da face, das olheiras, dos lábios e na reposição do volume de outras regiões do corpo.

Esse elemento também pode ser indicado para tratamentos ortopédicos, doenças que afetam a articulação e na oftalmologia. Além disso, o ácido hialurônico é muito utilizado para fazer a famosa harmonização facial, comum na mandíbula, nos malares e nas laterais para definir o rosto. No entanto, após um tempo, é necessário refazer o procedimento, pois o corpo absorve a substância.

Existem duas maneiras mais comuns de usar o ácido hialurônico na pele:

Injeção

Aplica-se o gel com a substância à base de glicosaminoglicanos para preencher regiões do corpo, principalmente o rosto. Ajuda a melhorar cicatrizes profundas de acne, celulites e depressões corporais. Essa técnica é feita apenas por um profissional.

Cremes e séruns

À base do mesmo ativo, esses produtos, ao serem aplicados na pele, hidratam e melhoram sua textura. Outra vantagem é que costumam contar também com substâncias como a vitamina C e renovadores celulares, que contribuem para melhorar o resultado do produto. É possível fazer a aplicação de cremes e séruns em casa e incluí-los na rotina de cuidados.

Quais são os principais tipos de ácido hialurônico?

O ácido hialurônico tem pesos moleculares diferentes. Os mais pesados ficam na superfície da pele, e os leves, em camadas mais profundas. Essa distinção é fundamental, pois interfere diretamente no resultado do produto.

Sendo assim, quando falamos sobre os tipos de ácido hialurônico, queremos dizer que há pesos distintos, tendo diferentes funcionalidades na pele. Veja os principais a seguir:

  • Polímero cruzado de hialuronato de sódio: é o que tem mais peso molecular. Funciona como um firmador hidratante e, dessa forma, previne as marcas da idade;
  • Hialuronato de sódio: principal ativo de retenção de água e, por isso, hidrata superficialmente;
  • Hialuronato de hidroxipropiltrimônio: responsável por prolongar a hidratação da pele;
  • Hialuronato de sódio acetilado: fundamental no controle e na manutenção da hidratação da superfície da pele e principal agente de ligação com a água;
  • Hialuronato de sódio: é o sal potássico do ácido hialurônico. Ele retém a água de dentro para fora da pele, garantindo a durabilidade da hidratação;
  • Ácido Hialurônico Hidrolisado: a molécula desse ativo é bem pequena. Sendo assim, ele tem uma ação umectante no interior da pele;
  • Hialuronato de sódio hidrolisado: esse tem um baixo peso molecular. Então, consegue chegar a camadas mais profundas da pele, realizando uma hidratação interna;
  • Ácido hialurônico: o peso molecular é um dos mais baixos, o que garante a hidratação profunda.

Como utilizar esse produto?

Como já falamos, o ácido hialurônico pode ser adicionado na rotina de cuidados, e também combinar com antioxidantes, como vitamina C e A pura. No entanto, como utilizá-lo? A seguir, confira o passo a passo para ajudar a usar essa substância com segurança e, assim, garantir a eficácia do produto.

  1. Pela manhã, faça a higienização do rosto com um gel de limpeza, água micelar ou adstringente para promover a renovação celular e limpar o rosto para receber os tratamentos;
  2. Passe o creme ou sérum com ácido hialurônico para hidratar a pele e ajudar a amenizar as rugas e linhas de expressão;
  3. Por fim, passe o protetor solar.

Você pode optar por máscaras faciais com o ácido hialurônico, como a de colágeno, a qual suaviza, revitaliza e firma a pele. Existem no mercado filtros solares com essa substância e com vitamina E, que potencializa a ação do produto.

Todas as peles costumam lidar bem com o ácido hialurônico e não têm contraindicação. No entanto, cada uma delas precisa de um produto exclusivo para atender às suas características e necessidades. Assim, uma pele oleosa ou mista precisa de hidratantes com ativos leves e toque seco. Produtos muito cremosos são mais indicados para peles secas.

Além disso, mulheres grávidas ou amamentando precisam consultar o médico especialista para avaliar o uso do produto e, dessa forma, garantir a segurança e saúde do bebê.

Lembre-se de consultar um médico especialista caso opte por injetar o ácido hialurônico e escolha um profissional qualificado para fazer esse procedimento. No caso de escolher a versão em creme ou em sérum, procure por produtos de qualidade e confiança garantida, converse com um dermatologista se for necessário e mantenha a saúde da pele em dia.

Gostou deste artigo? Então, siga o nosso Instagram e confira dicas como essa diariamente!

Compartilhe !

Posts relacionados

Deixe um comentário